© 2023 por YOLO.

Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon

Esse post faz parte de um Mochilão que eu fiz em 2013.

O relato completo pode ser lido AQUI.

 

*Dica: Sempre se hospedar em torno da Plaza de Armas, toda cidade do Peru tem uma e é onde os principais pontos turísticos e restaurantes se encontram.

 

*Dinheiro: Levei todo meu dinheiro em Dólar e alguma coisa no cartão. Achei que levar Dólar foi uma boa escolha, pois não vi muitos câmbios trocando Real.

O Peru ainda não lida muito bem com cartões de crédito, então se prepare para ter dinheiro em espécie.

Aliás, é bom levar o dinheiro numa doleira, principalmente se for viajar de ônibus como nós para evitar roubos e 'pick-pockets'.

 

*OBS: Lembre que os preços podem ter mudado, a viagem foi em novembro de 2013!

 

*Transporte: Fizemos todo o transporte por ônibus. Foi bem cansativo, mas bem econômico também. Resumi esses detalhes de planejamento AQUI.

Mochilão América do Sul  - Parte 2
CUSCO & MACHU PICHU
LINKS RELACIONADOS

GALERIA PERU

Sinta o gostinho dessa viagem através das fotos que fizemos.

AREQUIPA & COLCA CANYON

O charme e as cores da 'cidade branca'.

LA PAZ & LAGO TITICACA

Um roteiro por La Paz e Copacaba, porta de entrada para encantadora a Isla del Sol.

Please reload

Cusco (4 dias)

 

Eu AMEI Cusco... 4 dias pode ser muito para algumas pessoas e de fato é mais que suficiente pra ver os principais pontos turísticos, mas eu curti muito a cidade!

A Plaza de Armas é linda, com uma Catedral enorme, que é possível visitar por dentro, e a Iglesia de la Compañia. Em torno da praça tem vários restaurantes, cafés, bares e agências de viagem.

O Centro Histórico é bem pequeno e é legal ficar batendo perna por ele. Passamos por várias praças, becos e ruazinhas super charmosas.

Moray

Depois você visita Salineiras, que são umas construções para o cultivo de sal, uma paisagem bem diferente. Você pode ficar andando pelas salineiras e até provar os sais. Eu curti!

Salineiras

Além disso, Cusco tem vários museus. Nós visitamos o Qorikancha (museu arqueológico), que é bem legal, com múmias e tudo! E o Museo Inka, que conta um pouco a história do povo Inca, com maquetes e linhas do tempo.

Outro museu famoso por lá é o Museo de Arte Precolombino, mas não quisemos pagar pra entrar. Dizem que o café e restaurante do museu é ótimo também, mas era fora do nosso budget, Rs.

Visitamos também o Mercado Central de San Pedro, que é um mercado super local que e onde achamos os melhores preços nas chompas (casacos típicos) e lembrancinhas.

Descendo a Av. El Sole você chega num muro super lindo: O Mural de la Historia Inca. Se não me engano, o mural é caminho para o Mercado.

Plaza de Armas

Só fizemos um tour em Cusco (fora Machu Pichu né), que foi o Moray y Salineiras. É um passeio bem maneiro, que dura o dia todo.

Primeiro vc vai pra Moray, que são umas plantações loucas dos Incas que parece coisa de ET. 

Qorikancha

Subindo pelas ruelas você chega em San Blas, um bairro lindo e super agradável, com muitas lojinhas e restaurantes legais.

Na praça de San Blas rola uma feirinha de artesanato também.

San Blas

Mural de la Historia Inca

Pisac

Fizemos esse passeio e o de Machu Pichu pela Super tours. A empresa é boa, mas acho que é tudo igual. Tem milhões de empresas por lá, em torno da Plaza de Armas, escolhemos aleatóriamente e deu certo.
 

Agora o que interessa:

 

- Pariwana: Melhor albergue da viagem! Muito bom mesmo, 31 soles no quarto com 8 camas.
 

COMIDA:

- Don Pancho y Esteban - Comida típica e barata // Av. El sol, 765

- La Bodega 138 - pizza divina

- Inka Grill - comida típica mais chique, na Plaza de Armas

- La Pacha - Restaurante em San Blas, charmoso, bom preço e um lomo saltado incrível
 

BARES & NIGHTS:

- Km 0 - Fica em San Blas, vale o passeio pelo bairro de dia e de noite

- El Duende - Bar todo decorado com duendes e fadas, atrás da Plaza de Armas

- The muse

- Ukukos

- The Temple - Night de gringo, porém divertida

- Mithology - Idem
 

*DICA BOA!! Compramos um vale turismo que dá direito a passeios e ingressos de museus em Cusco, valeu a pena pelas minhas contas! Isso você compra no escritório da COSITUC (Av El Sol, 103)

 

Valle Sagrado e Machu Pichu (2 dias)

 

Fechamos o passeio combo, com o Vale Sagrado no primeiro dia. Bem legal, recomendo! Tudo saiu 230 dólares, com hospedagem.

O Vale Sagrado é uma região com várias cidades e sítios arqueológicos às margens do Rio Urubamba.

Primeiro visitamos Pisac Nova (onde tem uma feira de artesanato bem famosa, mas achei cara e não comprei nada) e Pisac Antiga (que são umas ruínas bem bonitas). O legal de ter guia é que ele nos contou várias histórias sobre Pisac e o Vale.

Escadaria em Ollantaytambo

Depois fomos para Ollantaytambo que é lindo demais. O lugar é cercado por montanhas enormes e você sobre umas escadarias e tem uma vista incrível do Vale e do rio Urubamba. O legal é que eles construiram templos no topo dessa escadaria usando pedras enormes e até hoje não se sabe ao certo como essas pedras chegaram lá em cima.

Estação do trem em Ollantaytambo

De Ollantaytambo pegamos o trem pra Aguas Calientes já a noite. Chegamos lá meio tarde e dormimos num hotelzinho tranquilo que a empresa reservou dentro do pacote (tudo isso está incluso no preço). 

Acordamos 5h da manhã e pegamos um onibus pra Machu Pichu, que é SURREAL, maravilhoso! Passamos o dia lá, mas não conseguimos ingresso para Wayna Pichu (tentamos com 4 dias de antecedência e não tinha mais, então se quiser subir, se planeje melhor do que nós).

De manhã tivemos um passeio guiado, que recomendo pelas histórias e explicações e um pouco antes das 11h o guia te libera para ficar livre. A Helena subiu a Montanha, que é outra vista, mais alta que Wayna Pichu. Eu estava com febre no dia e fiquei pelas ruinas mesmo. Segundo ela, não valeu tanto a pena subir pois é muito cansativo e a vista fica muito distante, mas que ela curtiu de toda forma.

Descemos a pé, o que eu não recomendo, pois é uma escadaria infinita que destrói seu joelho e panturrilha. E depois fomos nas águas termales (nem curti) e pegamos o trem de volta para Ollantaytambo, onde um motorista de van (da empresa) nos buscou e levou de volta pra Cusco (viagem mega cansativa e desconfortável, mas valeu a pena).

Por Julia Zettel

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon
Nas Redes
Seu Vídeo
organize sua viagem