© 2023 por YOLO.

Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon

Paris é de longe a cidade que mais visitei fora do Brasil. Foi lá que tive minha primeira experiência morando sozinha, quando fui fazer um intercâmbio de 3 mêses na cidade.

Resolvi colocar aqui então 2 roteiros a pé que eu adoro e sempre levo meus amigos para conhcer. Vale a pena tirar uma manhã ou tarde para se dedicar a eles, não importa a época do ano.

 

O que mais existe por aí são dicas de Paris, então resolvi fugir do óbvio e escrever apenas sobre as coisas que mais me encantam por lá, sem citar os clássicos. Além dos 2 roteiros, deixo uma lista do que mais amo na cidade, tanto de turismo quanto de comida e vida noturna.

PARIS
Algumas dicas fora do roteiro óbvio de Paris

2) Louvre – Champs-Elysées:

LINKS RELACIONADOS

GALERIA PARIS

Sinta o gostinho dessa viagem através das fotos que fizemos.

NYC Fora do básico

Dicas fora dos programas clássicos de Nova York. Bares, restaureantes e muito mais.

ESTOCOLMO

Estocolmo no inverno pode parecer inóspita, mas na verdade é acolhedora e agitada.

Please reload

Descer na estação de metro Blanche, pra ver o Moulin Rouge. De lá subir a Rue Lepic (logo ao lado dele), passando pelo café Les Deux Moulins (famoso café do filme Amélie Poulain) e pelo Moulin de la Gallete.

Continue na Rue Lepic até chegar na Place du Tertre, onde ficam vários pintores e restaurantes simpáticos.

De lá ir até a Basilique du Sacre Coeur (Linda), que é bem do lado (tem placos). Nas escadarias e nos gramados em frente a ela sempre rolam umas apresentações legais, tipo de Hip Hop ou Street Dance, é um lugar agra dável de ficar um tempinho apreciando a vista incrível da cidade. No final do gramado fica o famoso carrossel.

Depois recomendo que desçam à pé por qualquer rua, se perdendo um pouco pelos encantos do bairro, é só seguir o fluxo até chegar em algum metro!

Para acessar esse mapa no Google Maps, clique AQUI.

Esse roteiro é bem longo, é preciso uma certa disposição, mas é bem legal.

 

Comece o passeio pelo Palais Royal que tem um jardim interessante, com umas esculturas e é logo ao lado do Louvre. A estação de metro leva esse mesmo nome: Palais Royal - Musée du Louvre.

De lá siga para o Louvre (mesmo quem não pretende visitar por dentro). Depois da visita, saia pela praça principal, onde tem a pirâmide e siga pelos Jardins Du Louvre até os Jardins des Touleries (é a continuação do primeiro). 

Se você ainda tiver pique, tem o Musée de L'Orangerie no caminho, com uma coleção de arte impressionista, onde ficam os quadros das ninféias do Monet.

Se essa não é sua onda, do outro lado desse museu está a Galerie du Jeu de Paume, que abriga exposições temporárias, vale conferir a programação pois costumam ser legais, sobre música, cinema, etc.

Siga pelas Touleries até Place de La Concorde, onde tem o obelisco egípcio egípcio. 

Daí eu sugiro uma caminhada (levemente longa, mas simpática) pela Champs-Elysées (vocês vão saber qual é a rua certa, é só seguir a reta do Arco do Triunfo). Chegando na Champs-Elysées a graça é andar sem pressa, olhando as vitrines e parando em algum dos muitos cafés por lá. No caminho passe pelos Petit e Grand Palais (um em frente ao outro) e continue subindo a rua até chegar no famoso Arco do Triunfo.

 

* Sobre o Arco, não sei se vale a pena subir nele e na Torre Eiffel, dependendo do orçamento que tiverem, vocês podem escolher um só pois ambos são um pouco caros para visitar. A vista da Torre é mais alta, logo mais interessante, mas é mais caro e tem mais fila.

PARQUES/JARDINS:

 

Paris tem um milhão de parques e jardins, tenho os meus preferidos que são o  Jardins de Louxemburg (você pode ir lá no dia que for ao Panthéon, símbolo da Revolução Francesa, onde estão enterrados Voltaire, Robespierre e o resto da galera), é bem pertinho. Esse é o dia ideal para explorar o Quartier Latin, um dos bairros mais chamosos de Paris.

 

ROTEIROS A PÉ - 2 PASSEIOS LEGAIS:

 

1) Montmartre:

sem tempo de ler tudo? navegue por categorias

Para acessar esse mapa no Google Maps, clique AQUI.

 
 
 
 
 
 

MUSEUS PREFERIDOS:

 

- Musée D’Orsay (andar dos impressionistas)

- Musée Rodin (pequeno e lindo)

- Centre Pompidou (Museu de arte contemporânea, se não curtir arte contemporânea vai pelo menos na frente, o prédio é muito legal)

Outro muito legal, mas meio longe de outras atações turísticas, é o Butes-chaumon, são umas colinas com um lago e um mirante no meio, super bonito que os parisienses vão pra pegar sol e fazer pic-nic na grama. O legal é que no parque tem um bar simpático que tem musica e tal no Happy Our, Rosa Bonheure, o nome do bar.

 

A Place des Vosges também vale a visita. Ela é linda, toda cercada por casinhas vermelhas (uma delas onde morou Victor Hugo) e outro point onde os franceses vão para descansar na grama e fazer pic-nics. A praça fica no bairro do Marais, bairro delicioso e famoso por ser um point gay e um bairro judaico. Ao visitar a Place de Vosges não deixe de dar uma volta pelo bairro e pela Rue des Rosiers (onde se encontram 2 dos restaurantes das dicas a baixo). Perto do bairro também ficam o Centre Pompidou e o Hotel de Ville (prefeitura).

COMIDAS:

 

- Sorvete Amorino (tem em vários lugares, quando acharem um, provem)

- Kebab na Rue Houchette, perto da Fontaine Saint Michel, perto da Notre-Dame (você pode comer por lá, antes ou depois de visitá-la). Tem vários Kebabs, todos são muito bons! (tem um Amorino lá! Rs)

- L’as Du Fallafel (sanduiche de Israel MUITO BOM), fica no Marrais (Rue des Rosiers), que é o bairro judaico e gay de Paris, e que é bem legal! ATENÇAO: Não ir Sábado que não abre, é Shabat.

- Le Loir dans la théiere – Restaurantezinho de tortas salgadas e doces muito delicia e bonitinho. Se tiver com grana muito curta, pelo menos coma só a torta de limão que é maravilhosa!

- Petit Grec – crepe maravilhoso salgado de vários sabores na Rue Moufftard

 

NOITE:

 

* Nota: Beber em bar e night em Paris é absurdo de caro. Nas vendinhas árabes se compra vinho por um preço bom e pode beber na rua.

 

- Pont des arts, as pessoas ficam por lá bebendo, conversando, tocando música e tal, é legal ver o por do sol.

- Canal San Martin, mesma coisa que acima, menos a parte do por do sol.

- Place de La Contrescape, praça com vários bares e pubs. Não deixar de comer o crepe perfeito do PETIT GREC, fica ali no do lado, na Rue Moufftard! Sério! :)

- Tem vários bares legais perto da Place de La Bastille (só recomendo irem lá à noite mesmo) e perto dos metros Parmantier e Republique 

- Alimentacion Generale - Uma night/bar nessa área que é bem legal.

- Noite gay: Marrais (vários bares, é entrar e escolher)

- Night mais arrumada: Duplex, Queen, Showcase e Le Cab(boates que o segurança te julga pela roupa)

 

Rue Houchette

SUGESTÕES EXTRAS:

 

- Shakespeare and Co. - Livraria linda, super tradicional na beira do Sena, pertinho da Notre-Dame, no Quartier Latin.

Place de la Contrescape

- Chateaux de Versailles - A entrada pode ser um pouco cara se você viaja com baixo orçamento, mas é muito lindo, tanto o palácio quanto os jardins. O passeio dura o dia todo e se chega lá de trem (RER).

- Giverny - É uma cidadezinha perto de Paris onde fica a casa e jardim do Monet. Esse passeio é bem legal e para chegar você pega um trem até uma cidade chamada Vernon e de lá há duas opções: ônibus(há placas na saída da estação de trem mostrando o ponto) ou bicileta (o que fiz e recomendo; há varios cafés e lojas que alugam, logo na saída da estação). Também é um passeio de dia inteiro, mas recomendo caso tenham dias sobrando.

Por Julia Zettel

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon
Nas Redes
Seu Vídeo
organize sua viagem