© 2023 por YOLO.

Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon

La Paz

19.03.2019

Esse post faz parte de um Mochilão que eu fiz em 2014.

 

O roteiro completo do mochilão pode ser lido AQUI.

 

 

*Dinheiro: Levei todo meu dinheiro em Dólar e alguma coisa no cartão. A Bolívia ainda não lidava muito bem com cartões de crédito, não sei como está hoje em dia, mas acho sempre bom garantir uma boa quantia em espécie.

Aliás, é bom levar o dinheiro numa doleira, principalmente se for viajar de ônibus como nós para evitar roubos e 'pick-pockets'.

 

*OBS: Lembre que os preços podem ter mudado! 

 

*Transporte: Fizemos todo o transporte por ônibus. Foi bem cansativo, mas bem econômico também. Resumi esses detalhes de planejamento AQUI.

 

La Paz tem uma altitude bastante elevada, então se você não estiver habituado, é bom descansar bem na primeira noite e ir fazendo os passeios com calma, para não passar mal.

Chá de coca ajuda muito a amenizar alguns sintomas como dor de cabeça.

 

 

TURISMO

 

Achei 3 dias bom para La Paz. Além de passear pelo centro da cidade, que leva não mais que um dia, o que tem para fazer é nos arredores da cidade, então é preciso pegar tour. Os tours reservamos um dia antes de cada passeio, lá mesmo.

Como não tem muitas atrações turísticas na cidade, vou colocar o nosso roteiro dividido pelos dias.

 

DIA 1:

Passeamos pela cidade, visitamos o mercado das bruxas, as feiras de ruas e a Plaza de Armas.

 

 

DIA 2:

Chacaltaya e Vale de la Luna - Um passeio só que vai nos 2 lugares. Fizemos pela Coca Tours e achei boa a empresa.

Chacaltaya é uma estação de Ski abandonada que fica a 5.300m de altitude. No caminho você passa por umas montanhas lindas até chegar lá, onde é possível fazer uma pequena caminhada de 800m para ver a vista. Só que a gente não sabia que fazia tanto frio por lá e fomos com casacos finos e estava nublado e com MUITA neblina, então nem subimos para o mirante, mas foi legal de todo jeito.

Depois o tour te leva para o Vale de la Luna, que é bonito, mas nada incrível. Você segue uma trilhazinha demarcada enquanto a guia conta um pouco sobre a cidade.

 

 

DIA 3:

Downhill pela estrada da morte - Muito irado, super recomendo!!! Fizemos pela Altitude Adventures, muito boa a empresa, marcamos pelo albergue mesmo.

Eles te dão as fotos e vídeos do passeio num cd (isso em 2014 hehe) e os guias são super animados.

O tour dura o dia inteiro e é bem cansativo. Você sai de van bem cedinho até um ponto no meio da estrada onde eles dão instruções sobre o downhill e servem café da manhã. De lá começamos a descida numa estrada asfaltada e depois seguimos pela Estrada da Morte, que é uma estrada de terra hiper estreita, considerada uma das mais perigosas do mundo. No total são 64km de descida.

 

A estrada teoricamente está desativada, mas passaram alguns carros e caminhões enquanto descíamos.

Não vou negar que o passeio é perigoso, mas vale muito a pena e eles te dão proteção e roupa especial. Além disso tem alguns pontos de parada onde tomamos água, Red Bull e comemos uns chocolates para dar energia e reduzir a velocidade das bikes.

No final da descida eles nos levam até um hotel, com restaurante, piscina e redes, onde almoçamos, tomamos banhos e descansamos um pouco até a longa viagem de volta (2 ou 3 horas até La Paz, numa van bem desconfortável).

 

 DICA: Se você tiver em La Paz num domingo tem luta livre de cholas! Dizem que é legal, mas não fomos, porque fomos ver um jogo no estádio de futebol... Strongest x Bolivar, foi bem divertido.

 

 

 

ONDE FICAR

 

Wild Rover - Ficamos no Wild Rover. É bom o albergue, mas nada incrível, tipo albergue de festinha! O bar era bem legal e a comida era ótima e barata, jantamos lá todos os dias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Por Julia Zettel

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon
Nas Redes
Seu Vídeo
organize sua viagem