© 2023 por YOLO.

Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon
ROAD TRIP NOS EUA
De Las vegas até Yellowstone

Estávamos em Nashville para a formatura da Helena e de lá voamos para Las Vegas, onde começou a nossa Road Trip.

Como nosso vôo chegava a noite, decidimos dormir em lá a primeira noite e partir no dia seguinte de manhã. Ficamos no Stratosphere Hotel e aproveitamos para ir na torre que despenca (estilo cabum) que fica no alto do hotel. Muito divertido!

Como a Paulinha tinha que voltar para Las Vegas no final da viagem, decidimos curtir a cidade na volta.

A viagem teve 2 partes: Las Vegas - Yellowstone - Las Vegas, onde fomos nós 3 (eu, Helena e Paulinha) & Las Vegas - San Francisco, só eu e Helena.

 

Fizemos tudo sem planejar, tínhamos apenas uma ideia do que havia na região, e fomos escolhendo os destinos ao longo do caminho, dormindo em hoteis de beira de estrada.

A estrutura dos Estados Unidos é muito boa, então não passamos nenhum tipo de perrengue. Sempre tinha algum hotel descente e posto de gasolina com comida nas estradas.

 

* Dica: Fizemos uma viagem por vários parques nacionais americanos então compramos no primeiro parque o America The Beautiful, The National Parks and Federal Recreational Lands Pass por $80. Esse passe é por carro e tem a duração de 1 ano. Para nós valeu muito a pena, pois cada parque custava entre 15 e 30 dólares. (Preços de 2012)

sem tempo de ler tudo? clique no seu destino favorito
roteito completo:
 

Dia 1: Hoover Dam & Zion Canyon

 

Depois de um típico café da manhã com paquecas e ovos mexidos do Ihop, tentamos visitar o Skyline, mas a direção do Google Maps estava errada e nos perdemos e desistimos de procurar.

Fomos então para o Hoover Dam, uma represa enorme super bonita a 1h30 de Las Vegas.

De lá demos uma esticada e fomos para o Zion National Park. Primeiro pegamos uma estrada para Kolob Terrace, uma área mais remota do parque, super bonita. Como chegamos tarde, o Zion Visitor Center estava fechado, então resolvemos apenas dirigir por uma estrada cênica que atravessa o parque, passando por túneis e rios, chamada Zion-Mt. Carmel Highway.

Dormimos perto da saída do parque, antes de Mt. Carmel, num hotel que parecia meio bizarro, estilo filme de terror americano, que no final foi uma boa escolha, barato e limpinho: Golden Hills Motel.

 

Zion Canyon

 

Dia 2: Bryce Canyon

 

Um dos parques mais lindos que nós fomos. O Bryce não é de fato um Canyon, são formações rochosas chamadas Hoodoos, mesmo tipo de formação da Capadócia. Suerreal de lindo (vide a primeira foto dessa página)!

Começamos com uma trilha no extremo norte do parque, Bristlecone Loope (1.6 Km). Dela temos vistas lindas dos Hoodoos e da Dixie National Forest. Depois dirigirmos de volta para o sul, passando por view points incríveis.

Comemos num Subway fora do parque (mais barato), fizemos check in num hotel que escolhemos na ida e partimos para a segunda trilha: Mossy Cave (1.5 Km). A trilha passa por uma caverna e uma cachoeira, por baixo do Canyon e é fácil e bem bonita.

Para fechar o dia fomos para terceira e trilha, que foi a mais difícil. Queen's Garden/ Navajo Loop Combination (2.2 Km), que começa no Sunset point e desce para o meio dos Hoodoos, muito linda. No final você sobe tudo de novo (parte mais chatinha, pois a subida é bem íngrime) terminando no Sunrise Point, onde vimos o por do sol.

Depois desse dia intenso voltamos para o hotel, Foster's Motel, que era bem tranquilo e a opção mais em conta perto do parque e jantamos por lá mesmo, no restaurante dele que tinha uma comida tranquila e cerveja local.

A ideia era voltar para ver as estrelas no parque, pois dizem que lá é um dos céus mais lindos da América do Norte, mas não fomos preparadas para o frio que fazia a noite e ficamos com medo de encarar a baixa temperatura sem casacos adequados.

Bryce Canyon

 

Dia 3: Salt Lake City & Jackson, WY

 

Mais um dia de muita estrada. Saímos cedo do hotel e fomos até Salt Lake City. Paramos o carro no centro da cidade e demos uma volta a pé. Fomos na Temple Square e almoçamos no Olive Garden, rede de comida italiana muito boa (recomendo a entrada de lasanha frita, é gordo e é maravilhoso). Dividimos essa entrada e um prato, que vem com refil de salada, comemos as 3 tranquilamente.

Não achamos a cidade nada demais e de lá dirigimos até o Great Salt Lake e partimos pro norte, para dormir em Jackson. No caminho cruzamos um parque lindo: Cache National Forest e ao sair dele paramos em um view point do Bear Lake. Vimos o por do sol na estrada e, finalmente, chegamos em Jackson.

Bear Lake View Point

A cidade foi A surpresa da viagem! Fica numa região de montanhas chamada Jackson Hole e é super pequena e charmosa. Parece que bomba no inverno, pois tem várias pistas de ski nas redondezas.

Chegamos lá a noite, fizemos check in no hotel, Super 8 Motel, e fomos para a Town Square, super fofa. As meninas comeram uma pizza deliciosa por lá (eu estava sem fome) e nós fomos num bar super legal, o Million Dollar Cowbooy Bar, com música, mesa de sinuca, barman simpático e os bancos do balcão eram em forma de celas de cavalo

Million Dollar Cowboy Bar

 

Dia 4: Grand Teton National Park

 

O dia começou bem caído, nublado e frio. Chegamos no parque para fazer uma trilha, mas estava chovendo então resolvemos pegar o carro e fazer a Scenic Drive de lá, que tem uma vista linda das montanhas e lagos, como o Jenny Lake e o overlook da Signal Moutain.

Depois de dirigir fomos para perto do visitor center e almoçamos num restaurante chamado Dornatis, a comida não era nada demais, mas a vista para o parque faz valer a pena. Quando acabamos de comer, abiru o sol e fomos fazer uma trilha, Taggart Lake Loop, bem bonita.

Terminamos a trilha ainda cedo e sem nada pra fazer, resolvemos então dirigir até Yellowstone, que era perto, e voltar para dormir em Jackson. Eis que no meio da estrada aparece um urso (eu estava desde o início da viagem sonhando em ver um urso de perto). Foi muito legal!! Ele atravessou a estrada e entrou no mato... continuamos nosso caminho para Yellowstone, mas a estrada para o parque estava fechada por causa da neve. Pegamos o caminho de volta e lá está o urso de novo, dessa vez desfilando na nossa frente e bem do lado do nosso carro. Na estrada vimos também uma raposa e uma manada de búfalos, demais!

Ao voltar para o hotel descobrimos que a estrada abriria no dia seguinte, muita sorte.

Jantamos num restaurante tailandês delicioso no centro da cidade, Teton Thai.

 

Grand Teton

Dia 5: Yellowstone National Park

 

Saímos cedo de Jackson e fomos para o Yellowstone. A estrada estava cheia de neve ainda, uma paisagem bem bonita.

O parque é um círculo, então dirigimos em volta dele, visitando os principais geysers e overlooks.

Começamos pelo West Thumb Geyser Basin que fica na beira do Yellowsone Lake. São vários geyses pequenos perto do lado, bem legal.

Seguimos para a região de Bridge Bay onde vimos o Mud Vulcano, Sulphur Cauldron e Dragon's Mouth Spring. A área é bizarramente fedida (por conta do enxofre) e foi formada quando o vulcão que exista lá entrou em erupção com tanta força que explodiu tudo, inclusive ele mesmo, formando os geysers e springs de lama.

De lá fomos para a região do Canyon Village, onde comemos um hot dog no único lugar aberto (o parque ainda estava muito deserto, por ser baixa temporada, com muitas coisas fechadas) e fomos ver o Artist Point e duas cachoeiras, Upper e Lower Falls.

Em Noris Geyser Basin vimos o maior geyser do mundo (Steamboat) e enfim fomos para a área mais famosa do parque: Old Faithful, onde se pode prever a hora das erupções dos geysers principais. Andamos primeiro pelo Upper Geyser Basin, onde vimos a Grand Geyser e a Old Faithful Geyser em erupção, o que é bem impressionte. Depois fomos no Midway Geyser Basin ver o geyser mais famoso do parque, que é todo colorido (azul no meio e amarelo e laranja em volta): Grand Prismatic Spring, mas estava com muita fumaça e vapor na hora que fomos (acho que tem a ver com o frio e por isso a alta temporada é no verão), que não conseguimos ver as cores muito bem.

Saímos pela West Exit, comemos uma coisinha na primeira cidade que apareceu, Ashton em Montana, e seguimos viagem para começar a voltar, na direção de Idaho. Dormimos num motel qualquer que apareceu em Idaho Falls.

 

Yellowstone

Dia 6: Craters of The Moon; Twin Falls & Fillmore

 

Creaters of The Moon não tem muita coisa para ver ou fazer, foi o lugar mais sem graça da viagem apesar de ser uma paísagem diferente e interessante. Fizemos as mini-trilhas que tem no parque e subimos o Iferno Cone, de onde se tem uma vista bonita.

De lá fomos para Twin Falls, uma cidade simpática. Almoçamos no Applebee's, vimos o Snake River Canyon de um overlook na estrada, visitamos as Twin Falls, uma cachoeira linda chamada Shoshane Falls e fomos em um lago bem ao lado com um parque simpático, cheio de gente fazendo pic-nic, Dierkes Lake.

Dirigimos muito para o sul e paramos em Fillmore,uma cidade minúscula, para dormir. 

Twin Falls

 
 

Dia 7: Red Rock Canyon & Las Vegas

 

Esse dia estava um calor absurdo então resolvemos não fazer nenhuma trilha muito longa no Red Rock Canyon. Fizemos uma trilha que saía do Visitors Center mas que não era nem um pouco interessante e depois dirigimos pelo Scenic Drive que é super bonito. Paramos em alguns pontos para curtir a vista e tirar algumas fotos e seguimos para Las Vegas.

Compramos ingressos para o Cirque du Soleil para o dia seguinte e fomos para o Sin City Hostel, albergue super tranquilo, fora do Strip, mas de carro foi de boa ficar por lá.

Jantamos um hambúrger maravilhoso no Strip Burgers e fomos ver o show da fonte do Bellagio (bonito mas nada demais). Depois não resistimos e fomos jogar no Ceasar's Palace.

 

Red Rock Canyon

Las Vegas

 

Dia 8: Death Valley & Las Vegas

 

De manhã cedo fomos para o Death Valley, que era um pouco mais longe do que pensávamos. Primeiro paramos no Zabriskie Point, onde tem uma vista linda. Depois fomos do Salt Creek, que era um lago que secou e os peixes evoluiram para uma espécie bizarra!

Seguimos para o Artist Drive, uma estradinha que passa por pedras super coloridas (azul, rosa, amarela...), super linda e de lá fomos para o Devil's Golf Course, que é um campo de cristais de sal que formam uma paisagem irada.

O parque é incrível, mas não conseguimos curtir tudo que gostaríamos por 2 motivos: Estava muito calor e estávamos com pressa, pois tínhamos ingressos para o Cirque du Soleil. Recomendo pelo menos mais um dia no parque, ou pelo menos um dia sem compromissos a noite quando for visitar.

Voltando para Las Vegas vimos o espetáculo Love, inspirado nos Beatles, que é maravilhoso e super emocionante! Visitamos também o Freemont Experience, que é tipo um shopping com um teto que é a maior TV de lead do mundo. De 30 em 30 minutos tem uma projeção, é irado e estranho ao mesmo tempo.

Death Valley

 

Dia 9: Mammoth Lakes & Yosemite

 

Chegamos no Mammoth Lakes por acaso. Depois de algumas horas de estrada começamos a ficar sem gasolina e, ao parar para perguntar onde fica o posto mais próximo, nos mandaram para esse lugar. Abastecemos e almoçamos por lá e resolvemos passar no visitor center. Descobrimos que o lugar era incrível, com vários lagos onde se pode pescar e mergulhar no verão. Fizemos o Scenic Drive pelos lagos, são 11 no total, parando em alguns e vendo outros da estrada, uma bela surpresa.

Seguimos para Yosemite, que já estava perto... atravessamos o parque parando em alguns view points e fomos para a outra entrada dele, onde tinha uma cidade para procurar onde dormir.

O problema é que o parque é enorme e começamos a ficar muito cansadas, paramos em alguns hotéis perto, mas eram todos muito mais caros do que podíamos pagar e o albergue que eu tinha visto na internet estava lotado (reservamos para a noite seguinte, que tinha vaga). Acabamos dormindo no pior hotel da minha vida, não sei nem se tinha nome, mas tenho certeza que ninguém lendo esse blog ousaria entrar lá! Rs.

 

Dia 10: Yosemite National Park

 

Acordamos bem cedo, fomos tomar café em Mariposa, a cidade mais próxima ao parque e partimos para Yosemite!

A nossa primeira parada foi a Bridal Veil Fall, no caminho para o vale. Passamos no Visitor Center, pegamos dicas e seguimos para a trilha do Mirror Lake, que é muito lindo! A trilha não levava para o outro lado do lago, então atravessamos pela água gélida, de roupa, porque cismamos que tinha algo do outro lado. Não tinha! Mas foi bem engraçado!

Almoçamos um hamburguer na praça de alimentação pra não perder tempo e fomos ver as Lower e Upper Falls, de baixo pois não ia dar tempo de fazer a trilha que era mais longa. Pegamos o carro e fomos até Tunnel View que é a vista do cartão postal do parque. O mirante é incrível e dele se vê o El Capitan e o Half Dome (montanhas mais famosas do parque onde rolam altas escaladas).

Seguimos para a trilha mais longa do dia: Sentinel Dome, onde se tem uma vista 360º do parque, surreal! Fomos lá ver o por do sol mais lindo dos últimos tempos, compensa cada gota de suor.

Na volta passamos de novo pelo Tunnel View pois a vista estava linda com o céu todo estrelado.

Essa noite conseguimos dormir super bem no Bug's Hostel, albergue muito bom, super lindo, confortável e "perto" do parque.

 
 

Sentinel Dome

 

Dia 11: Yosemite, Carmel & Monterey

 

Tomamos café da manhã no albergue e fomos para outro lado do parque, onde ficam as sequoias gigantes, Sequoia Groves. As árvores são lindas e impressionantemente enormes. Nessa área tem opções de trilhas longas, médias e curtas, fizemos uma trilha média super legal e partimos em viagem para a Califórnia!

Chegamos em Carmel no final do dia. A cidade é linda e super chique, por isso mesmo não achamos um lugar acessível para dormir, rs! Demos uma olhada na praia e fomos para Monterey, que é logo ao lado. Jantamos num indiano muito bom com um preço tranquilo chamado Ambrosia e fomos tomar uma cerveja na região de Fisherman's Wharf, onde achamos um bar bem legal com várias cervejas locais, Cannery Row Brewing Company.

Dormimos no Econolodge, que era tranquilo e barato.

 

**RESEUMO YOSEMITE: O parque é enorme e maravilhoso, ficamos apenas 2 dias lá (1 inteiro + 2 metades) e não foi suficiente para ver tudo, quero muito voltar. Quem tem pouco tempo o imperdível é Tunnel View e Sentinel Dome.

 

Sequoia Grove

Dia 12: Monterey

 

A cidade é bem pequena e como estava frio não quisemos ir a praia, principal atrativo de Carmel e Monterey. Visitamos o Fisherman's Wharf pela manhã, que é super bonitinho, cheio de focas. E então fomos para San Francisco.

 

Monterey

LINKS RELACIONADOS

GALERIA ROAD TRIP USA

Sinta o gostinho dessa viagem através das fotos que fizemos.

SAN FRANCISCO

Um pouco do que eu mais curti por lá.

NYC Fora do básico

Dicas fora dos programas clássicos de Nova York. Bares, restaureantes e muito mais.

Please reload

Por Julia Zettel

  • Black Instagram Icon
  • Black YouTube Icon
  • Black Facebook Icon
Nas Redes
Seu Vídeo
organize sua viagem